' Falta tanta coisa na minha janela como uma praia, falta tanta coisa na memória como o rosto dele*, falta tanto tempo no relógio quanto uma semana, sobra tanta falta de paciência que me desespero. Sobram tantas meias-verdades que guardo pra mim mesma*, sobram tantos medos que nem me protejo mais, sobra tanto espaço dentro do abraço, falta tanta coisa pra dizer que nunca consigo..

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Um desânimo.

Uma lerdeza. Um oco. Aquela velha sensação de estar jogando fora a vida. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Uma grande, uma enorme, uma davastadora falta de saco para qualquer pessoa.



{Caio F. Abreu}

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Enquanto isso no MSN;

- Acho que vou voltar a namorar!
- Por que?
- Ah, porque essa vida de baladas não é pra mim. Acho que já passei dessa fase. Me responde uma coisa, quando você sai, que você chega em casa e deita a cabeça no travesseiro, o que você pensa?
- Depende. Tem vezes que tudo o que eu mais queria era estar namorando. Ficar em casa assistindo filme debaixo das cobertas... fazendo programa de namoradinho... Enfim... Você, melhor do que ninguém, sabe que eu odeio essa vida de solteira. Eu não sei ficar por ficar, não gosto de balada, muvuca e pegação. Quando saio, é só pra estar com os meus amigos... mas é óbvio que eu preferia um trilhão de vezes o infinito estar namorando.

- Então...
- Mas tem uma diferença. Ao mesmo tempo que eu odeio o fato de estar solteira, eu continuo não querendo namorar o primeiro que aparecer na minha frente. Na verdade, o que eu realmente sinto falta é daquela coisinha de estar apaixonada estando em um relacionamento, ter alguém que me faça bem, que eu fique feliz por conversar, que me dê frio na barriga, que faça meu coração acelerar. Que me dê vontade de estar sempre por perto e que eu queira mover o mundo só pra tê-lo ao meu lado, e ser recíproco sabe? Se eu sentir tudo isso pela pessoa, vou querer namorar. Agora, namorar sem sentir? Só pra não me sentir sozinha? Desculpa... mas nessas condições eu prefiro continuar sozinha.
- Mas isso é estar apaixonada. Não um relacionamento. Com o tempo isso muda...
- Sei lá, eu namorei 4 anos e posso falar por mim. Quando eu escutava ele me chamar no portão, meu coração acelerava. Eu me olhava 500 vezes no espelho antes de sair pra atende-lo. Mesmo fazendo 4 anos que a gente namorava, eu ainda sentia todo aquele friozinho na barriga. Toda aquela ansiedade.
- Igual ao começo?
- É claro que tiveram fases que foi mais ou menos intenso. Mas de qualquer forma, nunca parou de acontecer. E é DISSO que eu sinto falta. De ter alguém que me faça sentir tudo isso de novo. Não apenas de ter alguém pra não ficar sozinha...
- Mas era primeiro namorado. É assim mesmo...
- Eu acho que não foi apenas por isso. Depois que eu terminei, que eu me envolvi com aquele menino, tudo bem, foram apenas 6 meses, mas eu conseguia sentir tudo isso. E mesmo depois que "terminamos", encontrei ele um ano depois e continuava sentindo a mesma coisa. Dois anos depois, e a mesma coisa... mesmo sem ter ficado com ele novamente. Da mesma forma que conheci outras pessoas que não consegui sentir isso nem no começo, nem no meio, nem no fim. E na maioria das vezes, não conseguia nem começar algo. Acho que vai de pessoa pra pessoa. A mesma coisa aconteceu com você e com a menina da sua facul. Você não precisou de muito tempo pra ficar tão apaixonado. E sem saber explicar o porque, você apenas enfatiza, até hoje, que com ela teria dado certo. Então... é mais ou menos isso. E é isso que eu quero pra mim, não apenas o rotulo "estou namorando".
- Mas eu não quero continuar solteiro...
- Então volta a namorar, ué. Só não acho legal o motivo pra essa volta ser o fato de você não querer ficar sozinho, se você realmente sentisse todas essas coisas pela menina, okay... eu te daria o maior apoio, mas você sabe que não é! E que você só quer voltar, porque não sabe ficar sozinho. Eu não acho legal, mas enfim... quem sou eu pra falar algo?
- Vamos pro nosso momento música do dia.. pra descontrair um pouco: Se um dia eu disser que não te amo, é que eu te amo ainda mais, pode acreditar. Se um dia eu disser que não te quero, é que eu te quero o dobro ou mais, tenta imaginar... Não sei mentir, meus olhos dizem mais que minha boca. Eu vejo que não tem saída, esse teu jeito meio louca, me faz feliz, amor que vai durar pra toda vida... 
- "Esse teu jeito meio louca" Quanto romantismo! HAHA
- Eu não me separo de você mulher, nem se a globeleza um dia me quiser... Se na Mega-Sena eu vencer... Fico com você, fico com você! Se no Barcelona eu for camisa 10, me cobrir de ouro da cabeça aos pés... Mesmo assim se isso acontecer, fico com você, fico com você... 
- É, porque a Globeleza não faz seu tipo! Te conheeeço... Coloca outra musa no lugar pra você ver...
- Kkkkkkk... depois a gente continua a nossa conversa, preciso ir pra facul. 
- Beleza, Foge mulher maravilha, foge com o Superman! HAHAHA
- Kkkkkk.... Conversa de bêbado.
- Acho que tô dopada de medicamentos!
- Sempre né?
- ¬¬

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Amo;

Um amigo me pediu pra fazer um post citando as coisas que eu mais amo. Em seguida enfatizou: eu disse COISAS, não PESSOAS. Pra completar, duvidou que eu citasse também todas as minhas "loucuras". O fato é que eu amo tanta coisa que não faço a mínima idéia de como enumerar cada uma delas. Então, por pura preguiça, vou enumerar algumas baseadas no texto que estava no meu perfil:

Primeiro, eu queria deixar bem claro que se você ler esse texto, nunca mais vai me achar uma pessoa normal. Toda aquela imagem que você faz sobre a minha pessoa, vai deixar de existir. Talvez você ache que eu uso drogas, que eu tenho algum tipo de problema ou simplesmente, não consiga entender nada do que eu escrevi. Fica a seu critério definir.
  
Acho que não tem nada que eu ame mais que bichinhos de pelúcia. Mentira, como eu disse, eu amo tanta coisa que não caberia aqui nesse post. Mas bichinho de pelúcia é uma paixão incondicional, eu acho eles tão lindinhos, tão fofinhos que eu juro, as vezes eu até considero o fato de realmente existir "alguém" de verdade ali dentro daqueles olhinhos. Eu abraço eles tão apertado que as vezes até eu questiono o quão normal eu sou. Sem contar que, até hoje, eu durmo abraçada com um ursinho de pelúcia. E confesso, é MUITO difícil conseguir dormir sem ele ali. Se você duvidou que eu contaria isso no blog, estava completamente enganado. Meu sonho é ter um ursinho de pelúcia tão gigante que quase não caiba na minha cama, sem contar o tanto que eu quero um Stitch só pra mim! Outra coisa que eu preciso revelar, segredos por segredos.. Se eu contar que eu chorei assistindo Toy Story 3, vocês acreditam? >.<


Amo e sou completamente dependente desta coisa chamada internet. Primeiro, eu achava tudo isso uma babaquice sem tamanho. Hoje, quero trocar logo de aparelho celular pra poder ficar o dia inteiro na internet, até quando eu estiver "ausente"! Eu sei, é idiotice. Mas que vicio não é?

Não consigo viver sem viajar e amo inexplicavelmente praia. Não importa o motivo, eu sempre quero correr para o mar. Você pode me convidar para um monte de lugares, mas um convite que eu jamais irei recusar é uma visitinha ao mar! Eu não consigo explicar a paz que eu sinto quando tô ali, sentada olhando pro mar. Chega a ser contraditório, porque eu morro de medo de água. É, eu não sei nadar, já tomei um monte de tombos nervosos dentro d'água e hoje morro de medo de abusar. Mas ainda assim, nada me deixa mais contente do que estar de frente para o mar.

E como toda pessoa que ama viajar, sonho conhecer o mundo inteiro. Amo inexplicavelmente TODOS os animais, especialmente os cachorros. Queria muito um leãozinho e um tigrinho de estimação também. Pra falar a verdade, se meu pai deixasse, eu teria um zoológico inteiro aqui em casa. Mas por enquanto eu só tenho uma gata. Aliás, uma gata e uma tartaruga... mas a tartaruga eu já tinha antes até de ter o meu cachorro. Primeiro, quando eu era criança e brigava com a minha mãe, eu sentava num cantinho no quintal e ficava choramingando pra minha tartaruga. Eu juro que ela me ouvia. Ela vinha na minha direção e ficava ali, do meu lado, até eu parar de chorar. Ai eu arranjei um cachorro. Ele tinha sido abandonado e meu vizinho acabou trazendo ele aqui. Conclusão: não deixei mais ele ir embora. Então, quando eu brigava com a minha mãe, era o meu cachorro que tinha que me aguentar.
E por mais que vocês duvidem dos sentimentos de uma tartaruga, a minha é super ciumenta. Ela comia toda a ração do meu cachorro só pra ele ficar sem. E o meu cachorro comia toda a comida dela pra ela ficar sem também. Visto que não adiantava, e que meu cachorro era maior que minha tartaruga (óbvio) ele começou a colocar ela de ponta cabeça dentro do prato de ração dele. Eu tinha que ficar o tempo todo de olho nele. Ele empurrava ela pra fora do quintal, enterrava, escondia ela dentro dos buracos. E ela fazia coco nas coisas dele. Ele foi o melhor cachorro do mundo, sinto uma saudade inexplicável dele. Mas com ela, ele era super malvado. Depois que ele morreu, apareceu essa gata.. que ia ficar só um final de semana e tá aqui até hoje. Acho que a gente tem alguma ligação inexplicável com animais abandonados, minha tartaruga ia (literalmente) virar sopa se meu pai não tivesse trazido ela aqui pra casa, meu cachorro foi abandonado pelo dono que foi embora pro Japão, e a gata estava sendo maltratada lá onde meu pai trabalha. E claro, com quem ela resolveu implicar? Com a coitada da tartaruga! Ela bate na tartaruga, da patada na cabeça dela, empurra pra debaixo do carro. Não para de pentelhar. Se eu fosse minha tartaruga dava uma mordidona bem grande na pata dela, que nem ela fez uma vez no dedo do meu pai. Ele gritou tanto, mais tanto... enfim... o post não era exatamente sobre os meus animais de estimação, eu sei. Mas é que essas histórias fazem parte das coisas que eu fui desafiada a contar, então eu tive que publicar.  Mas... Voltando ao assunto...


Tenho uma ligação gigantesca com a natureza. Sou apaixonada pelo céu e pelas estrelas, pela lua e pelo nascer/pôr do sol. Adoro cheiro de mato, amo ficar deitada olhando para as estrelas, ou simplesmente vendo o sol nascer, se for na praia então, melhor ainda. Eu tenho aquela visãozinha meio romântica das coisas, sabe tipo princesa de contos de fadas? Se eu falar que meu sonho era conversar com todos os animais, plantas e coisas do mundo, vocês vão rir muito? Eu sei, parece que eu uso alucinógenos. Mas é sério, as cenas que mais marcaram minha vida nesses filmes da Disney, são as cenas em que a princesa passa horas conversando com os animais, com as plantinhas, com o céu, com as estrelas... Sem contar os desenhos que focavam os sentimentos dos animalzinhos. Tá bom, nem eu acho isso digno de ser compartilhado. Então vamos para o próximo item.


Amo crianças e vózinhas, mas eu amo muito mesmo. Adoro brincar com criança, abraçar, conversar. Acho que elas tem uma pureza e uma sinceridade que praticamente não existe mais depois de adultas. Vózinhas são lindas e me lembram as minhas. Embora dê uma saudade absurda, eu me sinto super bem dando atenção pra elas. Vocês não tem idéia de como elas são carentes e como ficam contentes só por encontrar alguém pra conversar. 


Não podia faltar na minha listinha, açai e chocolate. Eu passaria dias sem comer qualquer coisa, mas não sem chocolate. Acho que viveria numa boa com um potão de açai por dia e um montão de chocolate. É, como todos devem saber eu me alimento super mal.


Adoro homem romântico, carinhoso. Homem que faz rir, sabe? Acho que o romantismo sempre esta em alta. Inclusive, depois eu faço um post sobre qualidades masculinas.  Um dos meus maiores vícios é ser mimada, amo, amo, amo muito mimo. Amo carinho, amo que mexam no meu cabelo, amo aquela sensaçãozinha de sorrir com os olhos. Na verdade, eu amo poder demonstrar quando eu gosto de alguém, sem ficar pensando no que a pessoa vai pensar. Talvez por isso, eu ame tanto namorar. Esse negócio de sair ficando com meio mundo, não existe no meu vocabulário.

Estou completamente viciada em fazer compras. Amo sapatos, roupas, acessórios, maquilagens, perfumes, TUDO! Se eu pudesse montava uns 500 guarda-roupas aqui em casa. Todos LOTADOS de coisas lindas!


Sou completamente fissurada por fotos, livros, séries e filmes. Só pra aprofundar um pouquinho esse amor por séries, embora eu assista e ame muitas, Supernatural e Friends são as que eu mais sou viciada. Supernatural mais que todas. Tenho as 4 primeiras temporadas, estou desesperada pra comprar a 5ª e não vejo a hora de sair a 6ª! Como todos devem ter percebido também amo muito desenhos da Disney. Alias, eu amo muito, muitos desenhos. Quase todos pra falar a verdade.


Tenho uma caixinha com um monte de coisinhas que eu guardo de recordação. Amo cartinhas e qualquer demonstraçãozinha de carinho. E como quase ninguém deve ter percebido, amo inexplicavelmente ler e escrever. 

Acho que ainda tá faltando bastante coisa. Por hora, deixo essas como as coisas que eu mais amo e como as coisas que eu jamais devia ter contado! De qualquer forma: desafio aceito, desafio cumpridos2

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

E de repente me deu uma saudade,

Saudade da época em que tudo era festa,
Saudade de quando eu passava o dia todo brincando de Barbie,
Saudade do vôlei na rua, de pular corda, brincar de bambolê...


Saudade de quando meu maior problema era uma briga com a minha irmã,
Saudade de assistir Brinquedo Assassino, A hora do Pesadelo e não conseguir dormir de medo,
Saudade de ficar até de madrugada jogando Sonic no videogame,
Saudade de ir pro interior e achar o máximo jogar Mário no Super Nintendo,
Saudade de todas as brincadeiras na rua, rouba bandeira, elefante colorido, mês castigo, mãe da rua...
Saudade de não conseguir dormir direito a noite inteira quando sabia que no dia seguinte tinha excursão pro Playcenter com a escola,
Saudade de sentir medo do meu pai descobrir que eu matei aula,
Saudade de fugir pelo estacionamento da escola,
Saudade de todos aqueles passeios, todas aquelas conversas, todos aqueles momentos.
Saudade de tomar um potão de sorvete com o pessoal na pracinha porque ninguém queria entrar assistir aula,
Saudade de tirar aquele monte de fotos e ter que esperar revelar pra saber o resultado,


Saudade,

Saudade de achar as aulas chatas, os professores chatos e de não ver a hora de acabar a escola,
Saudade dos intervalos na quadra, de acabar a energia na escola, da bagunça que a gente fazia,
Saudade de quando as brigas com as amigas duravam apenas 5 minutos,
Saudade de não conhecer o verdadeiro significado da palavra falsidade,
Saudade de querer ir pra escola só por saber que ele ia ta lá,
Saudade daquela sala briguenta, porém a mais unida que eu já conheci,
Saudade das amizades antigas,
Saudade de não ver a hora de fazer 18 anos,


Saudade, Saudade, Saudade...

Saudade de pessoas que se foram e que não vão voltar,
Saudade de pessoas que se foram e talvez um dia voltem,
Saudade de pessoas que simplesmente passaram...


Saudade de planejar o que contar em casa,
Saudade de fugir da balada e fazer um bate-volta na praia,
Saudade de nem saber o que era uma balada...
Saudade da primeira festa com o pessoal da escola,
Saudade de todas as outras que vieram em seguida...
Saudade do truco na sala de aula, que eu nunca aprendi a jogar,
Saudade do pessoal bebendo no banheiro e eu achando aquilo um absurdo,
Saudade do tempo em que o pessoal dava um gole no vinho e se achava o máximo,


Saudade,

Saudade dos sentimentos, das emoções, do querido diário...
Saudade do apoio dos amigos pra conseguir sair,
Saudade do monte de tardes que todo mundo se reunia aqui em casa pra assistir O Exorcista,


Saudade da época que ninguém tinha compromisso nenhum com nada,
Tardes inteiras livres, reuniõezinhas durante toda a semana.
Filmes, parques, ou simplesmente se reunir pra conversar e dar risada.
Saudade de reunir todo mundo aqui em casa pra ensaiar os passinhos de dança das músicas mais tocadas na balada,
Saudade de não saber como estava o mundo, como estavam as pessoas...
Saudade de viver num mundo cor-de-rosa.
Saudade de sentir que a melhor turma de amigos era a minha,
E que esses iriam estar ao meu lado até o fim de nossas vidas.
Saudade de não saber que o tempo afasta as pessoas,
Mas não destrói os sentimentos.


Saudade,

Saudade de não entrar naquela balada pq não tínhamos a idade certa,
Saudade de ir todo mundo pro parque e passar a madrugada toda lá,
Saudade de ir cantando no ônibus e voltar cada um deitado em um banco.
Saudade das viagens que deram certo, das viagens que deram errado,


Saudade das armações bobas, das briguinhas sem sentido, do tempo que passou.
Saudade daquele abraço quando eu mais precisava.
Saudade do cheiro, da lembrança, de todas as coisas boas...

Saudade,
Simplesmente Saudade...

{ Que tempo bom que não volta nunca mais!!! }

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Os Homens;

Eu acho esse texto super fútil!!! Embora até conste certa realidade, não teria como ser mais fútil! Mas, já que o tópico é "papo de menina" não tinha como ser diferente, né? E já que me pediram tanto pra postar.. tá ai:

Os homens bons, são feios.
Os homens bonitos, não são bons.
Os homens bonitos e bons, são gays.
Os homens bonitos, bons e heterossexuais, estão casados.
Os homens que não são bonitos, mas são bons, não têm dinheiro.
Os homens que não são bonitos, mas que são bons e com dinheiro, pensam que só estamos atrás de seu dinheiro.
Os homens bonitos, que não são bons e são heterossexuais, não acham que somos suficientemente bonitas.
Os homens que nos acham bonitas, que são heterossexuais, bons e têm dinheiro, são covardes.
Os homens que são bonitos, bons, têm dinheiro e graças a Deus são heterossexuais, são tímidos e NUNCA DÃO O PRIMEIRO PASSO!
Os homens que nunca dão o primeiro passo, automaticamente perdem o interesse em nós quando tomamos a iniciativa.

Agora me responde... quem nesse mundo entende os homens?

{Vinícius de Morais}

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Quando uma garota...

Quando uma garota está quieta, um turbilhão de pensamentos enchem sua mente.

Quando uma garota diz que está com frio, ela quer um abraço.

Quando uma garota diz que vai sentir sua falta, ela não imagina a vida sem você.

Quando uma garota chora, ela se esforçou ao máximo para refrear as lágrimas, mas não conseguiu.

Quando uma garota diz que está cansada, ela quer que você seja seu travesseiro.

Quando uma garota sorri, é porque ela se se sente bem ao seu lado.


Quando uma garota diz que está com saudades, é porque isso está a corroendo por dentro.

Quando uma garota está triste, ela precisa de você mais do que nunca.

Quando uma garota balança as mãos, ela quer que você as segure.

Quando uma garota te olha no fundo dos olhos e sorri, ela encontrou em você tudo o que sempre procurou.

Autor(a): Desconhecido(a)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Não perca seu tempo comigo;

Porque não quero entrar no seu carro se eu não puder entrar na sua vida. Não me conte seu passado se eu não puder viver seu presente. Não faça planos comigo se não puder me incluir no seu futuro. Não me apresente seus amigos se, amanhã, vou virar apenas mais uma.

Me poupe do trabalho de adivinhar seus pensamentos. Diga que me quer apenas quando for verdade. Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar. Mas, quando estiver comigo, seja TODO você. Corpo e alma. Por favor, não me apareça pela metade.

{Brena Braz}